Rodolfo Abrantes: “Quando vemos que Deus quer nos moldar, paramos de reclamar das lutas”

O cantor Rodolfo Abrantes se inspira na história do apóstolo Paulo para falar sobre os momentos de dificuldades.

FONTE: Guiame

ATUALIZADO: 28 de fevereiro de 2019

FacebookTwitterWhatsApp
Rodolfo Abrantes se inspira na história do apóstolo Paulo para falar sobre os momentos de dificuldades. (Foto: Reprodução/Facebook)
Rodolfo Abrantes se inspira na história do apóstolo Paulo para falar sobre os momentos de dificuldades. (Foto: Reprodução/Facebook)

 

Existem lições que são aprendidas apenas em um caminho formado por dificuldades, de acordo com o cantor Rodolfo Abrantes. O mesmo aconteceu com o apóstolo Paulo — ele aprendeu sobre a graça de Deus em um momento de fraqueza.

Em uma pregação na Assembleia de Deus Alpha (ADalpha), Rodolfo destaca a atitude de Paulo em 2 Coríntios 12:7-10, onde disse: “Foi-me dado um espinho na carne […] três vezes roguei ao Senhor que o tirasse de mim. Mas ele me disse: ‘Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza’”.

“Não estamos falando de um cara qualquer dizendo: ‘Deus, me ajuda’. Estamos falando de um cara extremamente forte, de mente forte, de coração forte. Ele nos deu uma aula que aprendeu no meio de uma tribulação”, observou o cantor.

“Paulo tinha uma fraqueza que não conseguia vencer. Esse cara extremamente forte, convicto, focado, tinha uma fraqueza que ele pediu a Deus para tirar. Então Deus aparece e fala que não irá arrancá-la porque tem algo melhor: a minha graça te basta”, acrescentou.

Com base na mensagem bíblica, Rodolfo lembrou-se de sua conversão ao cristianismo, que aconteceu há 17 anos. “Quando eu decidi deixar de ser quem eu era para ser quem Jesus dizia que eu era, todas as minhas forças foram tiradas. A credibilidade que eu tinha foi tirada, eu virei uma piada. Eu andava no shopping com a galera gritando aleluia atrás de mim”, contou.

“Minha identidade foi tirada, meu cachê foi tirado, meus amigos foram tirados. Não sobrou ninguém. E eu fico pensando por que isso aconteceu”, completou. “Dezessete anos se passaram e sei que não estou nem no começo do que Deus quer fazer na minha vida. Mas Deus me devolveu credibilidade, identidade, amigos. Foi necessário que, por um momento, eu fosse completamente esvaziado, porque a Bíblia nos ensina isso”.

Rodolfo observa que Paulo descobriu sua força em Deus no momento de fraqueza, e que Jesus Cristo se fez fraco para fortalecer todo o que crê. “Quando entendemos essa dinâmica, nunca mais vamos reclamar das lutas que estamos passando, porque talvez seja Deus querendo nos desconstruir a ponto de nos dar um poder, e sem essa forma vazia a jamais poderemos receber”.

Assista a pregação completa:

FacebookTwitterWhatsApp

COMENTÁRIOS