Damares Alves incentiva adoção no The Send: “Uma igreja que foi adotada tem que adotar”

A ministra Damares Alves incentivou a Igreja Brasileira a se envolver com adoção em discurso no The Send.

FONTE: GUIAME, LUANA NOVAES

ATUALIZADO: 9 de fevereiro de 2020

FacebookTwitterWhatsApp
A ministra Damares Alves incentivou a adoção em discurso no The Send Brasil. (Foto: The Send)
A ministra Damares Alves incentivou a adoção em discurso no The Send Brasil. (Foto: The Send)

“Quando nós acabarmos esse evento hoje, 32 crianças e adolescentes terão sido assassinadas no Brasil”. Com esse alerta, Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, iniciou seu discurso no The Send Brasil.

“Nunca as crianças nessa nação foram tão atacadas, e nós precisamos entender o que está acontecendo com o Brasil”, disse a ministra neste sábado (8) a milhares de pessoas no Estádio do Morumbi.

Damares informou que o Brasil é a pior nação da América Latina para se nascer menina e o 4o país do mundo em casamento infantil. “E agora nós estamos diante de uma tragédia, que é o estupro de bebês no Brasil”, denunciou.

“A violência contra as crianças nessa nação nos assusta, mas eu quero falar sobre uma violência que nós não falamos dentro da Igreja: estamos deixando crianças para trás”, declarou Damares.

A ministra pontuou que há cerca de 47 mil crianças em abrigos no Brasil e 9 mil prontas para serem adotadas. Diante disso, ela questiona: “Cadê a igreja? Nós somos um povo que fomos adotados pelo Eterno. Uma igreja que foi adotada tem que adotar”.

“Infelizmente, o que eu vejo na Igreja Brasileira é, no final do ano, fazermos uma festinha de Natal e levar presentes para as crianças no abrigo. As crianças do abrigo não querem presentes, elas querem um lar. A Igreja pode ser a resposta para essa terrível violência no Brasil”, disse a ministra.

“Irmãos, não adianta ter uma nação que está buscando avivamento, e essa mesma Igreja estar deixando crianças para trás. Este evento pode ser um marco na história do Brasil. A Igreja não deixará mais nenhuma criança para trás”, acrescentou.

Por fim, Damares fez um incentivo: “É hora da Igreja acolher. É hora da Igreja buscar os que ficaram para trás. As crianças do Brasil contam com a Igreja”.

FacebookTwitterWhatsApp

COMENTÁRIOS