Porção do dia: Gênesis 27:1-29-28:5

"Traze-me caça, e faze-me um guisado saboroso, para que eu coma, e te abençoe diante da face do Senhor, antes da minha morte." (Gênesis 27:7)

FONTE: Ministério Engel

ATUALIZADO: 20 de novembro de 2020

FacebookTwitterWhatsApp

Gênesis (Toledot) (40 de 365) | 21 de novembro de 2020

Não troque a sua benção

“E cresceram os meninos, e Esaú foi homem perito na caça, homem do campo; mas Jacó era homem simples, habitando em tendas. E amava Isaque a Esaú, porque a caça era de seu gosto, mas Rebeca amava a Jacó. E Jacó cozera um guisado; e veio Esaú do campo, e estava ele cansado; E disse Esaú a Jacó: Deixa-me, peço-te, comer desse guisado vermelho, porque estou cansado. Por isso se chamou Edom. Então disse Jacó: Vende-me hoje a tua primogenitura. E disse Esaú: Eis que estou a ponto de morrer; para que me servirá a primogenitura? Então disse Jacó: Jura-me hoje. E jurou-lhe e vendeu a sua primogenitura a Jacó. E Jacó deu pão a Esaú e o guisado de lentilhas; e ele comeu, e bebeu, e levantou-se, e saiu. Assim desprezou Esaú a sua primogenitura.”

(Gênesis 25:27-34)

Na sequência o texto bíblico mostra os esforços de Jacó em querer se apropriar dos privilégios de seu irmão como primogênito.

“E Jacó cozera um guisado; e veio Esaú do campo, e estava ele cansado;
E disse Esaú a Jacó: Deixa-me, peço-te, comer desse guisado vermelho, porque estou cansado. Por isso se chamou Edom.
Então disse Jacó: Vende-me hoje a tua primogenitura.
E disse Esaú: Eis que estou a ponto de morrer; para que me servirá a primogenitura?
Então disse Jacó: Jura-me hoje. E jurou-lhe e vendeu a sua primogenitura a Jacó.
E Jacó deu pão a Esaú e o guisado de lentilhas; e ele comeu, e bebeu, e levantou-se, e saiu. Assim desprezou Esaú a sua primogenitura.”

(Gênesis 25:29-34)

Porém, apesar dos esforços de Jacó, sua supremacia não se devia a direitos naturais, mas à eleição soberana do Senhor. Deus já havia chamado Jacó antes mesmo de ele ter nascido, e isso independia do direito de primogenitura.

“Porque, não tendo eles ainda nascido, nem tendo feito bem ou mal (para que o propósito de Deus, segundo a eleição, ficasse firme, não por causa das obras, mas por aquele que chama),
Foi-lhe dito a ela: O maior servirá ao menor.”

(Romanos 9:11,12)

Jacó se aproveitou da visão limitada de Esaú com relação à herança e a liderança da família, e lhe propôs negociar o seu direito de primogenitura em troca de um ensopado vermelho.

“E Jacó cozera um guisado; e veio Esaú do campo, e estava ele cansado;
E disse Esaú a Jacó: Deixa-me, peço-te, comer desse guisado vermelho, porque estou cansado. Por isso se chamou Edom.
Então disse Jacó: Vende-me hoje a tua primogenitura.
E disse Esaú: Eis que estou a ponto de morrer; para que me servirá a primogenitura?
Então disse Jacó: Jura-me hoje. E jurou-lhe e vendeu a sua primogenitura a Jacó.”

(Gênesis 25:29-33)

O direito de primogenitura garantia ao filho mais velho a posição de principal herdeiro da família. O primogênito recebia porção dobrada da herança e assumia a liderança civil e religiosa da unidade familiar.

“Mas ao filho da desprezada reconhecerá por primogênito, dando-lhe dobrada porção de tudo quanto tiver; porquanto aquele é o princípio da sua força, o direito da primogenitura é dele.”

(Deuteronômio 21:17)

Mas aqui vale lembrar que aquela era a família da Aliança. Nesse caso, a herança da família essencialmente incluía a bênção de Deus sobre a linhagem abraâmica. Então quando Esaú aceitou negociar com Jacó seu direito de primogenitura, ele também desprezou as promessas de Deus.

FacebookTwitterWhatsApp

COMENTÁRIOS