O sul da África precisa de você!

Projeto Daniel vai enviar ajuda financeira e humanitária aos países devastados pelo Idai.

FONTE: MINISTÉRIO ENGEL, COM INFORMAÇÕES CORREIO BRAZILIENSE

ATUALIZADO: 24 de março de 2019

FacebookTwitterWhatsApp

Mais uma vez a África pede socorro. Dessa vez, por conta da passagem do ciclone Idai que na semana passada, devastou o sul do continente, deixando um grande rastro de destruição. Casas, hospitais, estradas foram devastados e o número de mortos e desaparecidos são incontáveis. Estimativas da ONU presumem, até o momento, mais de 400 mil mortos, fora os que estão desaparecidos. Dentre os que foram resgatados, centenas de milhares estão desabrigados e perderam, além de suas casas, plantações e pertences. Moçambique, Zimbábue e Malawi são os países mais atingidos.

Autoridades desses países estimam que mais de 100 mil pessoas ainda precisem ser resgatadas de áreas que foram totalmente submersas por enchentes, deslizamentos e desabamentos, provocados pelo Idai. Algumas regiões estão sem energia e sem internet, o que dificulta ainda mais a comunicação e o resgate dos sobreviventes.

Vários países já se levantaram para enviar ajuda humanitária para a África e o Brasil não pode ficar de fora. Assim, o Projeto Daniel estará arregaçando as mangas para ajudar na reconstrução desses países e na salvação dos feridos e desabrigados. “Se eles já tinham muitas necessidades, agora é questão de vida ou morte. Não podemos esperar de braços cruzados! Precisamos ser instrumentos de Deus para alimentá-los, enviar remédios e assistência médica”, disse a pastora Gabriele Engel que coordena o Projeto Daniel no Malawi, preocupada com essa grande tragédia.

O secretário geral da ONU, Antônio Guterres, alertou à comunidade internacional quanto à urgência em multiplicar às doações, ressaltando uma palavra essencial nesses momentos: a solidariedade. “O que é necessário a partir de agora, são fundos para apoiar a resposta (ao desastre) nos dias e semanas que vem. Todos nós temos que afirmar nossa solidariedade com o povo de Moçambique, Malawi e Zimbábue. Eu gostaria de fazer um forte apelo à comunidade internacional para enfatizar o apoio”, disse Guterres, lembrando que a ONU já liberou a primeira ajuda de emergência, mas ainda não é suficiente: “É necessária mais ajuda internacional”, insistiu.

De acordo com os missionários brasileiros que vivem nas áreas afetadas, que tem parceria com o Projeto Daniel no Malawi, os dois Centros Infantis, mantidos pela MME, um que abrigava e mantinha 520 crianças e outro com aproximadamente 300 crianças, foram totalmente destruídos. Os sobreviventes estão abrigados em escolas. “Apenas o MME e o Projeto Daniel enviam ajuda a essas crianças, assim, precisamos arregaçar as mangas e abrir o nosso coração em prol dessas crianças. Mais do que nunca, elas precisam de nós”, destacou a Pastora Gabriele Engel.

Como ajudar?

Todos os meses o Projeto Daniel envia valores em dinheiro para a África, através das colaborações de pessoas de todas as partes do Brasil. Precisamos intensificar as doações para que a ajuda seja o socorro bem presente no momento da angústia. Não se omita! Ore, aja e seja um instrumento usado por Deus, em nome de Jesus.

Para Informações e doações, entre em contato pelo whatsapp 055 99748874

Doações por depósito ou através do pagseguro, clique aqui.

Ministério Engel – CNPJ 94.445.319/0001-74
Banco: Caixa Econômica Federal
Conta: 0661-0 / OP 003 / Agência: 1151
WhatsApp: (055)  9974 8874 (Gabriele Engel)

Ao contribuir, você deve entrar em contato através do WhatsApp e enviar o comprovante do depósito, informando que sua contribuição é destinada a ajuda humanitária no continente africano. Desta forma, os valores serão mandados diretamente para o auxílio na reconstrução.

 

FacebookTwitterWhatsApp

COMENTÁRIOS