Cristã se recusa a dançar “hino bissexual” em programa de TV: “Eu quero glorificar a Deus”

Participando do 'Dançando com as Estrelas', Jennie se recusou a dançar uma música que feria os princípios da Bíblia.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN

ATUALIZADO: 16 de maio de 2018

FacebookTwitterWhatsApp

Uma atleta cristã está sendo aplaudida por defender suas crenças. Ela recusou dançar uma música considerada um hino bissexual no programa Dancing With The Stars, da ABC. Jennie Finch-Daigle, jogadora profissional de softbol, ​​disse à produtora do seriado e depois a seu parceiro de dança que ela não iria dançar com a música de Janelle Monáe, “Make Me Feel”, cheia de letras sugestivas a bissexualidade. A música era conhecida como um “hino bissexual”.

“Eu não tenho certeza sobre a música”, ela disse ao parceiro de dança Keo Motsepe durante uma transmissão de ensaio no episódio do dia 7 de maio. “Não sou eu”. Motsepe disse a ela para “apenas relaxar” e que ele “faria dar certo”.

Os espectadores ouviram um telefonema entre ela e o produtor no qual ela disse: “Estou lutando com minha escolha de música. É um pouco arriscado demais. Eu não estou me sentindo confortável com isso. Eu não posso continuar com isso”. Mais tarde, ela disse a Motsepe: “Eu preciso seguir quem eu sou e defender o que eu acredito”.

Por causa da mudança nas músicas, os dois tiveram apenas três dias para preparar uma nova dança. Mais tarde, Finch-Daigle disse aos repórteres, de acordo com a US Weekly: “Eu quero glorificar a Deus lá fora, e isso não foi uma ótima escolha para eu fazer isso”.

Ela ganhou uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Verão de 2004 e uma medalha de prata em 2008.

No canal oficial do Dancing With The Stars no YouTube, a maioria dos comentaristas elogiou sua decisão. “Ela foi fantástica por ter mudado a música no final da semana! Ela seguiu seus instintos e isso é ótimo! É bom fazer isso agora na competição, e não mais tarde”, escreveu um internauta.

Outro comentou: “Eu dou os parabéns a Jennie. Ela permanece fiel a quem ela é como pessoa e eu a elogio, a respeito por fazer isso”.

FacebookTwitterWhatsApp

COMENTÁRIOS