Rosh Chodesh de Tamuz

Começa ao pôr do sol deste Domingo, 21 de junho de 2020, o novo mês Hebraico de Tamuz

FONTE: Ministério Engel

ATUALIZADO: 20 de junho de 2020

FacebookTwitterWhatsApp

Começa ao pôr do sol deste domingo, 21 de junho de 2020, o novo mês Hebraico de Tamuz, é o quarto mês do ano Hebraico, os dois primeiros dias deste período especial é chamado de Rosh Chodesh de Tamuz. O encerramento será ao entardecer da terça-feira, 23 de junho de 2020.

O primeiro mandamento que foi dado aos judeus como povo foi sobre o Rosh Chodesh, que significa “cabeça do mês”, sobre a ordem dos meses está escrito:

“E falou o Senhor a Moisés e a Arão na terra do Egito, dizendo: ‘Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano’”. (Êxodo 12:1,2)

Enquanto ainda estavam no Egito, foi dito ao povo judeu que o mês de Nisan, o mês em que deixariam o Egito, seria o primeiro dos meses e que, desde então, eles teriam uma responsabilidade como nação de contar os meses e criar um calendário judaico. Isso foi baseado no ano lunar.

O mês de Tamuz

Tamuz é o mês em que aconteceu o pecado do bezerro de ouro, que resultou na quebra das Tábuas da Aliança (com os 10 mandamentos). Naquele mesmo dia, 17 de Tamuz, têm início o período de três semanas (terminando a 9 de Av) que assinala a destruição do Templo Sagrado em Jerusalém. Período de grande tristeza para o povo judeu, jejum e arrependimento diante de Deus para que os decretos amargos sejam cancelados.

Este é o mês no qual os espiões enviados por Moisés viajaram pela Terra de Israel para vê-la e relatar ao povo. (Eles retornaram na véspera de 9 de Av). No calendário profético este é o momento para sondar novas conquistas, visitar territórios que serão conquistados e se preparar para novas dimensões.

Tamuz

A palavra Tamuz se escreve em hebraico: “tam” que significa “conectar”, “consumar” – vav zayin – as duas letras que juntas formam o chet, a letra que representa o mês.

O mês de Tamuz é o mês dedicado a Rúben, que era o primogênito dos 12 filhos de Jacó, neto de Isaque. E possuiu também a Raquel, e amou também a Raquel mais do que a Lia e serviu com ele ainda outros sete anos.

“Vendo, pois, o Senhor que Lia era desprezada, abriu a sua madre; porém Raquel era estéril. E concebeu Lia, e deu à luz um filho, e chamou-o Rúben; pois disse: Porque o Senhor atendeu à minha aflição, por isso agora me amará o meu marido.” (Gênesis 29:30-32)

O nome Rúben vem do radical “ver“, que está ligada a visão, o mês de Tamuz é um convite de Deus para não enxergarmos apenas o aparente e sim o que está além.

A tribo de Rúben está associada à pedra rubi do peitoral do Sumo Sacerdote, o “odem”, o rubi de Rúben, que devido à brilhante cor vermelha, odem significa vermelho, é a pedra mais visível.

O vermelho é a mais sedutora das cores, sugerindo ou a queda do homem, em hebraico “odem” (vermelho) tem a mesma grafia que “adam” (homem), como no pecado do bezerro de ouro, ou a suprema elevação e restauração do homem, com a segunda vinda de Jesus.

Mulheres e Rosh Chodesh

Para as mulheres, Rosh Chodesh, o primeiro dia do novo mês, é considerado um pequeno feriado como recompensa por não estarem dispostas a participarem do pecado do Bezerro de Ouro (Êxodo 32).

Após a entrega da Torá no Monte Sinai, Moisés subiu a montanha por 40 dias para receber os 10 mandamentos. Como resultado de um pequeno erro de cálculo, os judeus acreditavam que Moisés havia morrido e pediram a Arão que os fizesse um “deus” para estar com eles no deserto.

Respondeu-lhes Arão: “Tirem os brincos de ouro de suas mulheres, de seus filhos e de suas filhas e tragam-nos a mim”. (Êxodo 32:2)

As mulheres ouviram e se recusaram a dar suas joias aos maridos, mas disseram: “Vocês querem fazer um bezerro que não tem poder de salvar? Nós não vamos ouvi-los”. Deus as recompensou neste mundo, para que elas cumprissem Rosh Chodesh mais que os homens.

Por que nossa recompensa deveria ser essa? Qual é a conexão entre o fato de não querermos abrir mão de nossas preciosas joias (primícias) para o terrível projeto do Bezerro de Ouro e o conceito de celebrar o reaparecimento da lua nova todo mês?

As mulheres tinham a capacidade de ver além da terrível situação que o povo judeu viveu depois que Moisés subiu para receber a Torá e foi adiado em seu retorno. No que diz respeito aos homens judeus, toda a esperança foi perdida. Não havia líder, nem pastor, ninguém para guiá-los pelo deserto até Israel. Como Moisés poderia ter adiado o seu retorno? Certamente ele estava morto! Concluíram assim, os homens. E, de fato, o Midrash relata que satanás mostrou ao povo judeu a visão de seu amado líder deitado sem vida em uma cama no céu, para assustá-los.

Quando as coisas pareciam sombrias e sem esperança, as mulheres sabiam que a luz estava por se manifestar. As mulheres não podiam ser persuadidas a afundar em tal desespero. Paciência e confiança em Deus foram o suficiente para superar os “maus” tempos e passar a viver os bons. Como a lua, que cresce mais e mais brilhante e depois desaparece completamente no escuro, elas sabiam que os bons tempos estavam a caminho. Era impossível para elas que Deus os tivesse abandonado logo após receber a Torá 40 dias antes. Elas estavam dispostas a acreditar no poder da renovação e confiar em Deus, por mais difíceis que parecessem.

Quando as ameaças ao povo judeu e cristão parecem estar aumentando e as soluções parecem muito distantes, é fácil perder a esperança. Mas Rosh Chodesh nos ensina que tudo pode mudar. Quando uma situação atinge seu ponto mais sombrio, é precisamente quando a luz reaparece.

Minhas primícias

Se você está esperando por um milagre de transformação econômica, queremos concordar com você em oração e crer em Deus que sua semente, essa oferta de primícias, neste Rosh Chodesh, Deus irá multiplicá-la e lhe dará a vitória que você espera, veja além das circunstâncias.

Não permita que aquilo que Deus tem te dado se transforme em um bezerro de ouro em sua vida, trazendo dor e destruição, mas deixe que as suas ofertas, primícias e dízimos, neste mês de Tamuz, sejam uma semente de honra a Deus, que trará honra e proteção para a sua família.

Para mais informações entre em contato pelo WhatsApp (055) 999748874.

FacebookTwitterWhatsApp

COMENTÁRIOS