Rosh Chodesh de Kislêv

Números 28:1-3; Números 28:3-15.

FONTE: Ministério Engel

ATUALIZADO: 5 de novembro de 2021

FacebookTwitterWhatsApp

Segundo o Talmud, Kislêv, nono mês do calendário judaico, assinala o início do inverno na Terra Santa, sendo o terceiro mês da “Estação das Chuvas”. Os judeus acreditam que as chuvas do dilúvio, no tempo de Noé, começaram em 17 de Cheshvan e continuaram por 40 dias. Assim, a maior parte da chuva ocorreu em Kislev, terminando no dia 27 deste mês.

O Rosh Chodesh de Kislêv, ou seja, o primeiro dia desse mês, iniciou nesta quinta-feira, 04 de novembro de 2021 e se encerra no dia 05 de novembro, ao pôr do sol.

Kislêv é o mês de Chanucá, a única festa judaica no calendário judaico que combina dois meses, começando em Kislêv, continuando e terminando no mês de Tevêt.

O milagre da multiplicação do azeite marcou a história do povo judeu, trazendo a mensagem de Chanucá, de que a luz vence as trevas.

O nome Kislêv deriva da palavra hebraica bitachon, que significa “confiança”. Portanto, esse mês é um convite para vivermos a manifestação de milagres através da confiança em Deus.

Há dois estados de confiança, um ativo e outro passivo, e ambos se manifestam no mês de Kislêv. O milagre de Chanucá reflete a confiança ativa dos Macabeus, de se erguerem e lutarem contra o império helenístico e sua cultura. Já a ação de descansar em Deus em Kislêv reflete a confiança passiva de que a providência de Deus sempre está sobre Israel, pois Ele é provedor, onipresente e onipotente. Essa fé é o alicerce do caminho da intimidade com Deus!

”Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois assim dá ele aos seus amados o sono” (Salmo 127:2).

A letra que simboliza este novo mês é o samech, que tem o formato de um círculo, representando a abrangente onipresença de Deus e a Sua providência.

O nome Samech significa “apoiar e levantar”. O sentimento de sentir-se apoiado corresponde à confiança no Senhor e em Sua providência.

“O Senhor sustenta a todos os que caem, e levanta a todos os abatidos” (Salmos 145:14)

Mês de restituição

Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. Malaquias 3:10

Deus promete abrir as janelas dos céus, mas o pré requisito para que isso aconteça se chama fidelidade nos dízimos e ofertas, conforme está escrito nas palavras do profeta Malaquias. Se você sofreu perdas durante esse tempo de pandemia, seja na vida física, emocional, financeira ou espiritual, chegou o tempo de se recuperar. Vamos fazer uma campanha de restituição, para que venha uma bênção tão grande em direção à sua vida quanto as chuvas do mês de Kislêv que caem em Israel.

Para saber como fazer parte dessa campanha, entre em contato com o nosso escritório através dos contatos:

Para mais informações, entre em contado pelo WhatsApp bit.ly/Clique-Aqui-e-Falem-Conosco
Instagram: @pastorjoelengel

FacebookTwitterWhatsApp

COMENTÁRIOS