Porção do dia: Gênesis 5:25 – 6:8

“Noé, porém, achou graça aos olhos do Senhor.” (Gênesis 6:8)

FONTE: Ministério Engel

ATUALIZADO: 17 de outubro de 2020

FacebookTwitterWhatsApp

 

Gênesis (Bereshit) (7 de 365) | 18 de outubro de 2020

Como Noé encontrou graça aos olhos do Senhor?

Quando Noé, Noach em hebraico, nasceu, seu pai disse que os confortaria sobre seu trabalho e a labuta de suas mãos por causa do chão que Deus havia amaldiçoado (Gênesis 5:29) Enoque, o profeta, era o avô do pai de Noé. Noé nasceu em uma família que temia o Senhor e que mantinha a revelação de Deus desde os tempos de Adão. Naqueles dias, a Torá ainda não estava escrita. Então, como poderia o pai de Noé saber que Deus tinha amaldiçoado a terra? Isso foi devido à tradição oral mantida por nove gerações desde Adão. O povo da linha de Caim tinha desviado seus caminhos da justiça e viveu uma vida vergonhosa diante do Senhor. Até a linha de Set tinha sido infectada por seus maus modos.

“E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.”

(Gênesis 6:5)

A situação era terrível, de tal forma que Deus decidiu destruir todos. Mas havia uma exceção, Noé. Noé encontrou graça aos olhos do Senhor. O que significa essa expressão? Em hebraico moderno, é usado para dizer que algo é bom. Em vez de dizer “eu gosto”, se diz “Encontra graça nos meus olhos”. Se é uma pessoa, em vez de dizer, “Eu gosto dele ou dela” é dito “ele ou ela encontra graça nos meus olhos”. É importante notar que a expressão moderna não tem exatamente o mesmo significado que a Torá implica neste verso.

A palavra graça, “chen” em hebraico, tem a ver com favor. O que este versículo está dizendo é que Deus não estava satisfeito com os outros homens da terra, mas com Noé Ele estava. Quando Deus viu o comportamento e a motivação do resto da humanidade, ele sentiu uma profunda tristeza e não queria mais vê-los. Mas quando ele viu Noé, Ele gostou dele.

Agora, no coração de Deus há um equilíbrio muito importante entre justiça e misericórdia. Se Ele estivesse inclinado apenas para o lado da justiça o mundo seria destruído imediatamente por causa do pecado. Mas se Ele apenas seguir a misericórdia, o mundo se autodestruiria devido à falta de ordem. Deus não pode deixar de ser justo mesmo quando Ele mostra sua misericórdia e não pode deixar de ser misericordioso quando Ele impõe justiça. O que é maravilhoso sobre o Senhor é que Ele está automaticamente inclinado para a misericórdia e a graça. Isso significa que muitas vezes Ele ignora os defeitos dos homens e leva em conta suas boas escolhas.

“Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos recompensou segundo as nossas iniquidades. Pois assim como o céu está elevado acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem.”

(Salmos 103:10,11)

A frase-chave aqui é “aqueles que o temem”. Aqueles que temem o Senhor e se arrependem de suas más decisões, e buscam justiça e verdade, recebem misericórdia. Eles agradam a Deus, Ele gosta deles e ganham favores do Senhor.

Então, quando Noé ganhou favores de Deus, significa que foi o resultado de ter sido diferente daqueles que não o agradaram. Qual é a diferença entre Noé e a sua geração? Que a atitude e os atos de Noé eram diferentes. Noé não era mau, ele não tinha más intenções, nem maus pensamentos em seu coração, nem ele errou. E se ele fez isso, ele se arrependeu e fez um esforço para abandonar sua culpa, porque ele temia e amava o Senhor. É por isso que ele encontrou graça aos olhos de Deus.

No entanto, qualquer graça que o homem possa encontrar diante do Senhor sempre será maior do que merece. Esse é o grande segredo da graça de Deus. É um favor imerecido ou um favor maior do que o que merecia.

Diga não ao mal, a pensamentos ruins e a palavras ruins; busque as coisas que agradam a Deus. Assim, você também encontrará graça aos olhos de Deus.

Um Shabat cheio de graça!

FacebookTwitterWhatsApp

COMENTÁRIOS