O Grande Shabat (Sábado)

שבת הגדול

FONTE: Ministério Engel, com informações Chabad.org

ATUALIZADO: 3 de abril de 2020

FacebookTwitterWhatsApp

Deus nos deu uma grande oportunidade de nos prepararmos para a celebração da Páscoa, orar pela libertação em todos os níveis e em todas as áreas de nossas vidas. Hoje, 03 de abril de 2020, ao anoitecer até a tarde de sábado, 04 de abril, é um tempo muito especial, em que o povo judeu também o celebra, é o “Shabat HaGadol” (o grande sábado).

“Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada família”. (Êxodo 12:3)

Este foi o marco para a saída do Egito, os hebreus unidos, obedecendo a um comando do Deus de Abraão, Isaque e Jacó. Existem muitas outras razões pelas quais este sábado recebe este nome, de acordo com a tradição judaica temos algumas como:

“Milagrosamente, Deus salvou os judeus das mãos dos egípcios que queriam matá-los por ter usado seus deuses, os cordeiros, para sacrifícios. Como esse milagre aconteceu no Shabat antes de Pêssach, ficou sendo chamado de “Shabat Hagadol”, para recordar o milagre para sempre”.

O shabat também recebe este nome também por outro fato como descrevem os judeus de linha mais ortodoxa:

“Quando os egípcios viram que os judeus usavam cordeiros para seus sacrifícios de Pêssach (Páscoa), perguntaram: ‘Por que estão preparando estes cordeiros?’ Os judeus respondiam: ‘Logo Deus trará ao Egito uma praga, que será a morte dos primogênitos, e Ele nos ordenou que oferecêssemos sacrifícios de Pêssach para que fôssemos poupados desta praga.’ A oferta de cordeiro por cada família é o memorial da Páscoa”.

A luta pela sobrevivência

Quando os primogênitos egípcios souberam disso, foram até os seus pais e ao faraó e exigiram que deixassem os judeus partirem em liberdade. Os primogênitos do Egito temiam perder a vida por causa de uma praga. Porem os pais e o faraó se negaram, e por esta razão os primogênitos desembainharam suas espadas e uma grande batalha se travou, muitos egípcios perderam a vida. Para a lembrança deste fato os judeus afirmam: “chamamos ao Shabat em que isso aconteceu de Shabat Hagadol. Quando os primogênitos egípcios lutaram por suas vidas exigindo a libertação dos israelitas”.

Shabat Hagadol também pode traduzir-se com o significado de “O Shabat dos grandes“, pois os hebreus haviam sido como crianças pequenas, não haviam cumprido um mandamento em unidade, como um só corpo e nesse Shabat, todos os filhos de Israel tinham apenas um pensamento; a preparação de um cordeiro para a oferta de honra na Páscoa (corban Pêssach). Este foi o começo da observância dos mandamentos, para os hebreus, que agora tornavam-se “grandes”, como um menino no dia de seu bar-mitsvá (filho capaz de seguir os mandamentos).

Que Deus nos dê a maturidade de sermos filhos e que neste grande Shabat possamos apresentar nossos cordeiros diante de Deus, a nossa vida, nossas ofertas e a nossa nação.

Shabat Shalom

Referências bibliográficas:

MCGRATH, Alister. Teologia para amadores. São Paulo – SP: Mundo Cristão, 2008.

SCANDIUZZI, L.C. O semeador de sonhos. São Paulo – SP: Mundo Cristão, 1997.

WILLMNGTON, H.L. Dicionário de Referências Bíblicas. Rio de Janeiro – RJ: CPAD, 2006.

https://pt.chabad.org/library/article_cdo/aid/910264/jewish/Por-que-o-Shabat-Anterior-a-Pssach-se-Chama-O-Grande-Shabat.htm (Acessado em 03/04/2020)

FacebookTwitterWhatsApp

COMENTÁRIOS