Movimentos se unem para interceder pelo Brasil e Israel

Movimentos como Brasil de Joelhos e Ministério Engel falam sobre a importância de estar em oração pelo país.

FONTE: GUIAME, LUANA NOVAES

ATUALIZADO: 26 de novembro de 2018

FacebookTwitterWhatsApp

Nos últimos anos, diversos ministérios passaram a se dedicar à oração pelo Brasil. Embora muitos estejam em localidades diferentes, todos foram levantados por Deus para o mesmo propósito.

O ministério Brasil de Joelhos está em Brasília há mais de 15 anos com a missão de interceder pelo Brasil e outras nações. Ao longo dos anos, muitos outros ministérios passaram a somar esse time de oração.

Um deles é o Ministério Engel, que tem investido no modelo de oração 24/7 há mais de 30 anos e pretende se unir ao trabalho que tem sido feito em Brasília.

“Muitos homens e mulheres movidos pela mesma visão profética tem gastado os seus anos mobilizando um grande exército, e nós somos parte disso”, disse o apóstolo Hudson Medeiros ao Guiame. “O próprio Espírito de Deus liderou isso e muitos servos se uniram nesse propósito”.

Atualmente, mais de 20 ministérios são mobilizados em turnos de oração no templo da capelania da Polícia Militar do Distrito Federal, seguindo pautas diárias de oração. As igrejas também promovem encontros de intercessão na Praça dos Três Poderes, localizada entre o Palácio do Planalto, o Supremo Tribunal Federal e o Congresso Nacional.

De acordo com o apóstolo Joel Engel, líder do Ministério Engel, a Igreja é responsável pelos atuais acontecimentos no país. “É uma soma de oração de muitos anos para Deus levantar um governo onde temos um presidente que teme a Deus”, disse ele ao Guiame.

“A função do nosso ministério, bem como a Escola Profética, é dar suporte a outros ministérios. Nossa ideia hoje é fazer com que muitas pessoas que estão espalhadas pelo Brasil conheçam esse trabalho e se mobilizem para Brasília, fazer da capital um QG de oração de guerra a nível nacional, como já está acontecendo. Está chegando a hora de vermos o maior movimento de oração de todos os tempos”, destacou.

Apoio às nações e Israel

“O Brasil será um celeiro de missões”. Hudson  Medeiros observou que a maioria dos cristãos já ouviu essa profecia que já foi confirmada por vários profetas. “Isso indica que o Brasil tem um propósito, e o propósito deve ter prioridade”, afirmou.

“Estamos encorajando a Igreja para que ela abrace o trabalho de levar a paternidade de Deus para as nações. Assim como Deus usou por muitos séculos os Estados Unidos, essa tocha foi passada para nós”, acrescentou. “É um caminho que temos que sustentar com oração e investimento em envio missionário e apostólico para irem às nações”.

Joel Engel lembrou-se da “Convocação de Todas as Nações” realizada em Jerusalém no mesmo período em que o presidente eleito Jair Bolsonaro foi esfaqueado em um comício em Juiz de Fora (MG).

“O pastor Tom Hess trouxe uma profecia que Deus iria ressuscitar Bolsonaro e ele seria o primeiro a conectar o Brasil com Israel. Isso faria com que houvesse um efeito dominó para as outras nações”, relatou. “Há um pecado que Deus não tolera de nenhuma nação da Terra: que se levante contra Israel. Nós precisamos estar aliançados com Israel”.

Para fazer parte dos treinamentos e das equipes de oração pelo Brasil, confira a agenda nos sites brasildejoelhos.com.br e ministerioengel.com.

FacebookTwitterWhatsApp

COMENTÁRIOS