• Facebook
  • Twitter
  • Rss
  • Plus
Ministério Engel

Jesus, a lei e a graça

Dez 18
Avalie este item
(0 votos)

Depois de buscar a Deus, para que Ele ministrasse ao meu coração sobre o tema que vamos adotar este ano, o Espirito Santo me levou à seguinte passagem bíblica.

“O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me ungiu para pregar boas novas aos pobres. Ele me enviou para proclamar liberdade aos presos e recuperação da vista aos cegos, para libertar os oprimidos e proclamar o ano da graça do Senhor”. (Lc 4:18-19).

Com isso, o Senhor começou a me mostrar muitas coisas a respeito deste assunto tão antigo, porém esquecido pela igreja do século XXI.

Jesus: o nome esquecido pelos pregadores de hoje

Em primeiro lugar, Deus me mostrou que a maioria das pregações de hoje não falam de JESUS.Cristo é o mais esquecido pelos pregadores em suas mensagens. Quanto mais perto da volta de Jesus estamos, menos ouvimos falar do Nome d'Ele (Jesus). Fala-se muito em prosperidade, vitória, triunfalismo, etc. Também é enfatizado os nomes dos patriarcas, profetas e os heróis da Bíblia, mas de Jesus se fala menos.

“Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos” (At 4.12).

As pregações de hoje são mais lei do que graça. Pouco ouvimos falar da graça do Senhor. A maioria das pregações de hoje se baseiam na lei e não na graça. Diante desta tremenda revelação passei a ouvir os grandes pregadores desta época.

Comprei diversos DVDs de mensagens, como de congressos nos quais se reúnem grandes pregadores e, pasmem: quase todas as mensagens falavam sobre personagens da Bíblia, mas não sobre Jesus. A maioria das mensagens, sempre exaltando o “ego” das pessoas, ou triunfalismo.

Porém, hoje pouco se fala na graça e pouquíssimo se fala em JESUS em nossos púlpitos.

Veja: Jesus foi “ungido” para proclamar o ano da graça do Senhor. Depois Ele nos comissionou, isso quer dizer que nós também fomos ungidos para proclamar a mesma graça anunciada por Ele.

A primeira coisa que precisamos saber é que esta mensagem chocou profundamente os religiosos da época... Por que? Porque eles pregavam a Lei.

A lei determina o que o homem “deve” fazer para ser salvo. A Graça determina o que Deus faz para nos salvar. Graça, favor imerecido que recebemos de Deus.

A lei fala das obras dos homens. A graça fala da obra de Deus.

A lei é sem misericórdia, amor ou compaixão. A Graça é o amor, e a compaixão de Deus se manifestando.

“Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie” (Ef 2.8-9).

A lei mata o pecador. A Graça salva e dá vida ao pecador.

Por estas razões houve conflito entre os sacerdotes da época e Jesus: Os sacerdotes eram legalistas (fissurados na Lei), sem misericórdia e sem compaixão. Jesus se movia de íntima compaixão pelos perdidos e era cheio de graça, amor e misericórdia.

Nenhum homem consegue cumprir toda a lei e, sendo assim não pode alcançar a salvação por suas obras (Gálatas 2:16)

Jesus veio “cumprir” a lei e inaugurar o tempo da Graça de Deus.

A maioria das pregações de hoje são cheias de conhecimento, mas sem a graça de Deus.

Outras pregações cheias de acusações, cobranças, ameaças, colocando um jugo pesado sobre os homens, o qual é impossível de se carregar.

Alguns pregadores lançam ameaças até de morte, outros amaldiçoam a qualquer um que discordar deles.

Parece que estamos vivendo o tempo do Antigo testamento, no qual os sacerdotes estavam prontos a apontar o dedo e condenar, apedrejar o pobre pecador.

Hoje ouvimos pouco sobre Jesus, quase nada de graça e pior: Amor, misericórdia, compaixão estão em extinção nos corações dos pregadores e do povo cristão. A pregação da palavra sem a graça de Deus é completamente sem graça e pode se tornar uma desgra

Creio que muitos estão cansados do fardo pesado da “lei” em nossos púlpitos.

Há dois mil anos, quando os religiosos, sem dó nem piedade estavam dispostos a executar a “lei”, sem amor e misericórdia, surge Jesus, dizendo:

"Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve". (Mt. 11:28-30)

Diante da falta de amor, da cegueira dos religiosos da época e a dificuldade deles entenderem a graça, Jesus exclama:

“Eu te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos, e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, pois assim foi do teu agrado”. Mt. 11:25-26.

Precisamos buscar a Deus e pedir revelação para conhecer e recuperar a mensagem cheia de graça de Jesus Cristo.

Por Joel Engel 

Fonte: Guiame

Tagged sob joel    engel    lei    graça    JESUS   
Publicado em Gospel
Última modificação em Segunda, 18 Dezembro 2017 12:25

Agenda de Eventos

Janeiro 2018
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31