• Facebook
  • Twitter
  • Rss
  • Plus

Lição 16 – O Decreto do Jubileu

Dez 19
Avalie este item
(0 votos)

Levíticos  25.8-44

O Decreto-Lei de Deus

Todo o capítulo de Levíticos 25 é um Decreto sancionado pelo próprio DEUS. Por isso, vamos ler alguns versículos especiais:

Lv. 25.8- Contarás sete semanas de anos, sete vezes sete anos, de maneira que os dias das sete semanas de anos te serão quarenta e nove anos. V.9- Então, no mês sétimo, aos dez do mês, farás passar a trombeta vibrante, no dia da expiação, fareis passar a trombeta por toda vossa terra.

 TEMPO de DEUS: Toda festa fala de um tempo que Deus vai visitar seu povo.

Ao Toque da Trombeta, o Ano do Jubileu Inicia!

É tempo de Deus se manifestar (Lc. 4 ).

É tempo de unidade na família (Lv. 25.10).

É tempo de libertação (Lv. 25.10, 39-40).

É tempo profético (I Ts. 4.16-17).

É tempo de resgate (Lv. 25.29).

É tempo de curas (Lc. 4.18).

É tempo de avivamento (Lc. 4.19).

É tempo de bênçãos triplicadas (Lv. 25.21).

AS BÊNÇÃOS DO ANO DO JUBILEU

Em Levíticos 25 temos uma lista de bênçãos que Deus promete para aqueles que observam este decreto, também chamado de lei a favor dos pobres, escravos e prisioneiros. Aqui estão algumas delas:

 Perdão das dívidas

 Restituição das propriedades

 Liberdade para os escravos

Bênçãos triplicadas

Segurança

 Ano de resgate

Lei a Favor dos Pobres:

Todos que tinham perdido suas propriedades ou que estavam empenhoradas, naquele dia recebiam tudo de volta.

V.10– Santificareis o ano quinquagésimo e proclamareis liberdade na terra a todos os seus moradores; ano de Jubileu vos será, e tornareis cada um à sua possessão cada um à sua família.

V.11– Fala de viver do sobrenatural e não só do esforço físico.

V.13– Deus reafirma […] tornareis cada um à sua possessão, ou seja: eles recebiam de volta as propriedades que haviam perdido.

Segurança:

O Senhor promete que eles habitarão em segurança se tão somente obedecer a seus estatutos.

V.18– Observai os meus estatutos, guardai os meus juízos e cumpri-os; assim, habitareis seguros na terra.

V.19– Comereis a fartar e habitareis seguros.

Bênção Triplicada para quem Santificar o Ano Jubilar:

Deus promete bênçãos triplicadas para quem comemorar o ano jubilar. Isto quer dizer que já no início do ano jubilar eles receberiam o equivalente ao salário de três anos.

V.20– Se disserdes: Que comeremos no ano sétimo, visto que não havemos de plantar e nem colher?

V.21– Então eu darei a minha bênção no sexto ano, para que dê frutos por três anos.

V.22– No oitavo ano, semeareis e comereis da colheita anterior até ao ano nono.

Resgate:

Deus deu uma ordem ao seu povo: resgate a terra, os escravos, os pobres, parentes ou a si mesmo. Este era o ano de resgatar tudo que se havia perdido. Então obedeça!

V.29– Resgate com urgência: é uma ordem de Deus.

V.32– Os levitas têm direito perpétuo de resgate em qualquer tempo. Você é um levita e tem o poder de resgatar seus irmãos, parentes, escravos, etc.

Resgate de propriedades:

V.24-30– Deus ordena: Portanto, em toda vossa possessão dareis resgate à terra.

Liberdade para os escravos:

V.42– Os judeus entendem que o Jubileu será cumprido no milênio, então eles serão automaticamente livres, pois no milênio a terra será devolvida ao Dono que é Deus e todos moradores serão livres da mão do diabo.

Perdão das dívidas:

No dia 10 do sétimo mês ao toque do Shofar que começava o ano do jubileu, Deus ordenou que toda dívida fosse quitada. Seja qual fosse o valor da dívida naquele dia era zerada.

I – O ANO DO JUBILEU

“E santificareis o ano quinquagésimo, e apregoareis liberdade na terra a todos os seus moradores; ano de jubileu vos será, e tornareis, cada um à sua possessão, e cada um à sua família” (Lv 25. 10).

A palavra Jubileu significa trazer de volta o que foi perdido, com grande jubilo. Esta história ilustra toda a bíblia.  Pai e o Filho queriam resgatar os seus filhos que estavam cativos por satanás, e esse resgate lhes custou muito caro. A Bíblia toda fala de Resgatar o que foi perdido. Deus O Pai sabe o quanto dói perder um filho então Ele criou uma lei para nos facilitar o Resgate de tudo o que o inimigo nos roubou. Deus fez um DECRETO para dar oportunidade para todos que perderam alguma coisa RESGATAR de volta. É O DECRETO-LEI DO ANO DO JUBILEU

Este ano é chamado de:

O Ano da Remissão do Senhor – Dt 15:1, 2

O Ano do Resgate

O Ano Aceitável do Senhor

O Ano da Graça do Senhor

II – A LEI DO JUBILEU

Deus Pai fez a lei do Jubileu para abençoar seus filhos e facilitar o resgate de tudo que foi perdido.

Este decreto é chamado de:

Uma lei a favor dos pobres.

Uma lei a favor os oprimidos.

Uma lei a favor dos presos.

Uma lei a favor dos tristes.

Uma lei a favor dos injustiçados e oprimidos pelo inimigo.

Como acontecia o resgate de tudo que foi perdido?

No ano do Jubileu, no dia da expiação toda nação de Israel se santificava, jejuava e faziam suas petições ao Senhor. As três horas da tarde oferecia a Deus uma oferta do melhor que ele podiam dar. Geralmente um cordeiro ou um novilho, dependendo do que eles queriam resgatar. Os que eram muito pobres ofereciam um pombinho, mas ninguém podia vir de mãos vazias perante o Senhor. As três horas da tarde o sacerdote oferecia a oferta a Deus e logo após tocavam o shofar por toda a terra. Após o toque do shofar tudo que eles perderam era restituído. As propriedades eram devolvidas ao primeiro dono. Os presos eram libertos, a família se reunia, os tristes se alegravam e faziam a maior festa. Isto é Jubileu.

Conclusão: O PAI nos deu o paraíso de presente, mas nos descuidamos e o ladrão veio e tirou tudo de nós, então o Pai teve que oferecer um sacrifício para nos devolver o que Ele já tinha nos dado como presente. Por isso precisamos Resgatar o que foi perdido. Para isso Deus Decretou a Lei do Jubileu

III. O JUBILEU DE DEUS

“Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna. 17 Pois Deus mandou o seu Filho para salvar o mundo e não para julgá-lo”. (Jo 3.16)

IV – O RESGATE 

Para entender melhor:

Você brigou com a namorada e quer fazer as pazes, então vai compra um presente e oferece junto com o pedido de perdão. Se ela aceitar é Jubileu na tua vida sentimental.

Lei do Resgate:

1  FALOU mais o SENHOR a Moisés, dizendo:

2  Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando alguém fizer particular voto, segundo a tua avaliação serão as pessoas ao SENHOR.

3  Se for a tua avaliação de um homem, da idade de vinte anos até a idade de sessenta, será a tua avaliação de cinqüenta ciclos de prata, segundo o ciclo do santuário.

4  Porém, se for mulher, a tua avaliação será de trinta 5  E, se for de cinco anos até vinte, a tua avaliação de um homem será vinte ciclos e da mulher dez ciclos (Lv  27)

V – Jubileu na cultura Hebraica:

Noivo e a noiva

Antes do casamento o Noivo oferecia um Resgate pela noiva. Oferecia um valor ao Pai da noiva e a noiva oferecia um presente.

Boaz resgata Rute

Então Boaz disse aos anciãos e a todo o povo: Sois hoje testemunhas de que tomei tudo quanto foi de Elimeleque, e de Quiliom, e de Malom, da mão de Noemi, 10  E de que também tomo por mulher a Rute, a moabita, que foi mulher de Malom, para suscitar o nome do falecido sobre a sua herança, para que o nome do falecido não seja desarraigado dentre seus irmãos e da porta do seu lugar; disto sois hoje testemunhas (Rt 4.9,10).

Noiva dava um presente:

Porque Jesus Honrou tanto Maria de Betânia?

Ex: o Jubileu de Maria de Betânia (Mt 26:8-)

Significado do Presente: 

Presente

Graça

Resgate

Aproximar-se

Oferta

A OFERTA QUE PRODUZ JUBILEU

 Aquela oferta do dia da expiação era a mais importante em 50 anos, porque depois de ofertar eles resgatavam tudo que haviam perdido (família, bens e honra). Algumas pessoas na Bíblia que tiveram um Jubileu depois de ofertarem:

 A Sunamita (II Rs. 4.8 e 8.1-16)

 Maria de Betânia recebe dupla honra (Mt. 26.7-13).

 Abraão, Abel, Davi, Eliseu e outros

A Oferta do Cordeiro PRODUZ O JUBILEU DOS HEBREUS (Ex 12).

3  Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada família.

O livro do Êxodo conta que o povo de Deus ficou 400 anos escravizados no Egito. Eu diria escravizado e enfeitiçado, pois satanás morava no Egito e incorporava no Faraó. Este era o lugar onde era oferecida a maior quantidade de ofertas ao diabo.

Todos os Demônios Derrotados em uma só Noite

– O que fez com que todos os demônios fossem destruídos e todos inimigos fossem derrotados?

– O que fez com que aquele povo derrotasse o maior exército do mundo fosse destruído em um só dia?

Repita em voz bem alta para o diabo ouvir: A arma que Deus usou para derrotar Satanás e todo o seu exército foi a oferta.

Esta foi a estratégia do Senhor dos Exércitos. E o que o povo Hebreu usou para se proteger de toda Praga e do Anjo da Morte? Foi o sangue da oferta.

Deus ordenou que todos preparassem um cordeiro como oferta e enquanto eles ofertavam Deus desceu no Egito e com mão forte libertou seu povo e destruiu todos os seus inimigos, e derrotou todos os demônios do Egito.

Durante 400 anos eles clamaram, choraram e citaram a palavra, mas a vitória só veio depois que eles ofertaram. Depois da oferta, Deus desceu no Egito para lutar por seu povo. Os hebreus se libertaram e saíram com as mãos cheias de tesouros!

Você consegue entender qual o significado e a importância que tem a oferta para Deus? E agora você entende porque o diabo trabalha tanto para cegar o povo de Deus para não entender e não praticar a oferta?

Jubileu da Sunamita

E o rei perguntou à mulher, e ela lho contou. Então o rei lhe deu um oficial, dizendo: Faze-lhe restituir tudo quanto era seu, e todas as rendas das terras desde o dia em que deixou a terra até agora (II Rs 8.6).

JESUS  OFERTOU PELO SEU JUBILEU

Jesus queria resgatar uma noiva e pagou por ela, a Igreja. Isto está de acordo como o decreto do Jubileu

Jesus resgata Igreja (MT 28:18-20; At 28:18-20)

  Tema da Mensagem de Jesus

Quando o judeu faz a leitura de uma escritura (Parashá), o tema sempre é a primeira palavra lida no início do texto. Em Lucas 4.16-21, diz: No dia de sábado entrou na sinagoga como era seu costume.

E levantou-se para ler. Foi-lhe entregue o livro de Isaías.

Abriu-o e encontrou o lugar onde está escrito: “O Espírito do Senhor é sobre mim”.

Então ali Jesus fala e revela o Jubileu: “Pois que me ungiu para pregar boas novas aos pobres. Ele me enviou para proclamar liberdade aos presos e recuperação da vista aos cegos, para libertar os oprimidos […]”.

Jesus veio proclamar o Jubileu para todo os moradores da terra.

Quando o judeu faz a leitura de uma escritura (Parashá), o tema sempre é a primeira palavra lida no início do texto. Em Lucas 4.16-21, diz: No dia de sábado entrou na sinagoga como era seu costume. E levantou-se para ler. Foi-lhe entregue o livro de Isaías. Abriu-o e encontrou o lugar onde está escrito: “O Espírito do Senhor é sobre mim”.

Então ali Jesus fala e revela o Jubileu: “Pois que me ungiu para pregar boas novas aos pobres. Ele me enviou para proclamar liberdade aos presos e recuperação da vista aos cegos, para libertar os oprimidos […]”.

O que é evangelizar os pobres? É levar uma boa notícia. O pobre que tinha perdido terras iria ganhar de volta no Jubileu, e teria fartura, abundância, alegria.

Estas são as boas notícias! E por fim Ele diz: Vim proclamar o ano aceitável do Senhor, que é o mesmo ano do Jubileu.

Até ali os judeus estavam entendendo perfeitamente, estavam acostumados a ouvir aquilo. Alguns também já tinham ouvido muitas vezes a passagem seguinte: “Hoje se cumpriu a Escritura que acabais de ouvir”.

Mas agora Ele estava dizendo que Ele mesmo estava cumprindo aquela escritura e veio para trazer o Jubileu. Ora, o judeu era escravo de Roma, e o Messias deveria trazer para eles a libertação. Então, eles pensavam que Jesus então tinha vindo trazer o Reino de Davi, que é o Reino mais poderoso da Terra, mas Jesus veio para todos e não somente para os Judeus.

Jesus ofertou pelo Jubileu:

E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito (Jo 19.30).

JESUS FOI A OFERTA PERFEITA

A oferta surgiu depois do pecado para cobrir o homem pecador e aparece mais de mil vezes na Bíblia.

SENTIDO DA OFERTA: a oferta é santa porque representa Jesus, é tão sagrada quanto a Palavra de Deus. A maneira (lei) que Deus escolheu para salvar o homem foi através da oferta. (Jo 3:16).

A oferta deve: (agradar, celebrar, transmitir sentimentos)

– Aproximar o presenteado daquele que presenteia

– Provocar uma reação (Lc 6:38)

– Demonstrar o amor que está no coração (Lc 16:9-13. 2 senhores) Mc 12:1

Viúva = transmitir amor, carinho e consideração.

– Suprir uma necessidade

– Marcar época (A.C/D.C)

– Ser o melhor que se pode dar

– A oferta revela o que está no coração

Jesus preenche todos estes requisitos para nos conquistar. Ele quer uma noiva apaixonada por Ele. Mt 20:28 = siga seu exemplo I Tim 2:6

Será que Ele conseguiu o teu amor através de sua oferta a você?

E agora você está pronto a dar o melhor presente a seu noivo (JESUS) como oferta de Jubileu?

Exemplo de pessoas que consagram seus Isaques: Abraão (Gn 22:10), Davi (I Co 29), Salomão (Mt 26:6), Maria Betânia, Viúva (Mc 12:1-4) Lc 8:1-3

Mulheres que ofertaram a Jesus.

É JUBILEU!!! Faz 2 mil anos que Jesus está nos presenteando.

– Reúna sua família e converse sobre isto e faça uma pergunta à todos (Sl. 116:12). O que darei ao Senhor por todos os seus benefícios para comigo?

– Finalmente prepara uma oferta de amor e gratidão ao Senhor agradecendo por tudo que Ele tem feito e se prepare para 50 anos de bênçãos para você e sua família.

Jesus é importante para você? Quanto? Qual é o seu interesse nele?

MEDITAR: Mt 26:6-25 / Gn 22:1-18 / Lc 16:9-13 / Mc 12:1-4 / Lc 6:38 / I Cr 29 / Lc 8:1-3

DECRETO DO JUBILEU

Este é o ano do Jubileu e eu vou tocar a trombeta anunciando que chegou a libertação à todos moradores da terra. É tempo de restituição, libertação, tempo de comemorar com jubilo pois todas as nossas dividas foram quitadas e as bênçãos são triplicadas, é tempo de comunhão com Deus, e eu sou a morada do meu Deus Ele habita em mim. Ele fala comigo e eu, e meu Deus faremos proezas, venceremos todos os inimigos e ninguém poderá me resistir.

Eu declaro que: O Espírito do Senhor é sobre mim pois me ungiu para dar boas notícias aos pobres e, enviou-me a curar os quebrantados de coração, e apregoar liberdade aos cativos, das vistas aos cegos, por em liberdade os oprimidos, a anunciar o ANO DO JUBILEU.

Ao toque da trombeta vou tomar posse de todos os meus bens, possessões, que são meus por direito e herança. Vou libertar e salvar todos os meus parentes e amigos em nome de Jesus. Vou resgatar minha prosperidade e alimentar milhares de necessitados e ainda vai sobrar. Deus proverá novidades, haverá fartura, habitarei seguro na minha prosperidade e as plantações, criações e os salários, serão triplicadas. Esta é a vontade do Senhor para minha vida e eu digo que assim seja. Amém!”

Fonte: www.escolaprofeetica.com.br

 

Publicado em Escola Profética
Última modificação em Quarta, 31 Agosto 2016 22:12

Agenda de Eventos

Setembro 2017
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30