• Facebook
  • Twitter
  • Rss
  • Plus
Pastor Joel Engel

Pastor Joel Engel

"E haverá um tabernáculo para sombra contra o calor do dia; e para refúgio e esconderijo contra a tempestade e a chuva." Isaías 4:6

O barco a velas reflete bem como nos sentimos quando enfrentamos os ventos contrários da vida. Neste tipo de barco, explica John Ortberg, “...podemos içar as velas e manejar o leme, mas dependemos inteiramente do vento. É dele o principal trabalho”. A principal tarefa dos marinheiros experientes é “interpretar” o vento - ou seja: praticar o discernimento. Um marinheiro hábil, só de olhar pode dizer se o vento sopra forte ou fraco e quais serão as condições meteorológicas que advirão. Sabe quando içar e quando descer determinadas velas para melhor aproveitar o vento”.

Acredito que um dos segredos da superação nas provações na fase do boi esteja ligado à direção dada pelo Espírito Santo para aqueles que têm intimidade com Ele, levando-os a enxergar o propósito do Senhor que existe por detrás dessas tempestades, por mais negativas que pareçam, à primeira vista. Henry Thoreau disse: “O melhor marinheiro é aquele que consegue navegar com pouco vento e extrair força das maiores tempestades”. Winston Churchill disse: “As pipas sobem mais quando estão contra o vento – e nunca a favor dele”.

Jo 13:1-20, 2Cr 18, Sl 78:21-37 Refletir: Hb 12.14

 

Há uma antiga história do Oeste norte-americano, que conta como bois reagem às tardes tempestuosas de inverno. - “Às vezes, essas tempestades eram arrasadoras. Começavam os ventos implacáveis formavam enormes montanhas de neve. A maior parte do gado virava as costas para as geladas rajadas de vento e movia-se a favor do vento até chegar às inevitáveis cercas de arame farpado. Os animais amontoavam-se contra a cerca e morriam por causa dos cortes”. “Havia uma raça que sempre sobrevivia. Essa raça, chamada bois Herefords, instintivamente ia contra o vento. Esses animais ficavam um ao lado do outro, com a cabeça abaixada, enfrentando as rajadas”. Um caubói disse, certa vez: - “Sempre encontramos os bois Herefords vivos e saudáveis. Acho que essa foi a maior lição que eu aprendi nas campinas: enfrente as tempestades”. Nos períodos de grande desgaste e trabalho duro, é preciso enfrentar os dias tempestuosos e não se conformar a um nível de vida, quando há outros que podem colocar você acima das tempestades. A águia pode elevar-se acima das nuvens tempestuosas. 

Jo 12:27-50, 2Cr 16-17, Sl 78:1-20 Revisar: Hb 12.14

 

"Voltou, pois, de o seguir, e tomou a junta de bois, e os matou, e com os aparelhos dos bois cozeu as carnes, e as deu ao povo, e comeram; então se levantou e seguiu a Elias, e o servia." 1 Reis 19:21

"E aconteceu naquela mesma noite, que o Senhor lhe disse: Toma o boi que pertence a teu pai, a saber, o segundo boi de sete anos, e derruba o altar de Baal, que é de teu pai; e corta o bosque que está ao pé dele." Juízes 6:25

Então deixou ele os bois, e correu após Elias; e disse: Deixa-me beijar a meu pai e a minha mãe, e então te seguirei. E ele lhe disse: Vai, e volta; pois, que te fiz eu? 1 Reis 19:20

"Quem semeia para a sua carne da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito do Espírito colherá a vida eterna." Gálatas 6:8

Em março de 2008, foi organizado na Noruega o primeiro banco internacional de sementes, chamado de Arca do Fim do Mundo. Incrustada no gelo, a arca foi construída para preservar sementes de espécies vegetais alimentícias no caso de o planeta ser atingido por uma guerra nuclear ou catástrofe natural. Sua temperatura é mantida a -18ºC e, nessas condições, as sementes resistem por milênios. Essa espécie de Arca de Noé do gelo deve contribuir para a preservação de cerca de 4,5 milhões de amostras de sementes. A semente é o maior agente multiplicador que existe. Por isso, a Bíblia a relaciona com a oferta, como sendo um dos grandes segredos de uma vida próspera e abençoada. Deus nos dá o sol, a chuva, a boa terra, faz a semente brotar, crescer, florescer, frutificar e multiplicar, e nós o que fazemos? Apenas semeamos, cuidamos e colhemos. Semeia e deixa o milagre com Deus. Edwin Conklin declarou que “a probabilidade de a vida originar-se por acaso é comparável à probabilidade de um dicionário completo surgir como resultado de uma explosão de uma tipografia”. 

Jo 10:1-21, 2Cr 8, Sl 73 Memorizar: Hb 12.14

 

"O esplendor e a majestade estão diante dele; força e alegria, na sua habitação." 1 Crônicas 16:27

Agenda de Eventos

Setembro 2017
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30